Anuncie

(21) 98462-3212

E-mail

comercial@meusbichos.com.br

Pato que não sabe nadar se esbalda na piscina com boia em forma de pato. Veja!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Keeper relaxa sobre a boia pertinho de sua família. Foto: Reprodução/Instagram

O pato Keeper foi encontrado abandonado em um estacionamento de supermercado nos Estados Unidos, vagando confuso e sozinho. O estacionamento não estava perto de nenhuma água, então é muito provável que alguém tenha largado o animal lá. Felizmente, uma mulher notou Keeper e contatou um abrigo de animais, o Alyssa’s Animal Sanctuary, para ver se eles poderiam ajudar.

“Ele é uma pato da espécie Pequim, então ficar andando por um lugar onde não há água por perto é estranho para começar. Mas, então, essa mulher percebeu que o animal estava ficando perto das portas do estabelecimento, perto de onde as pessoas estavam, como se quisesse alguém para ajudá-lo. Quando ela percebeu que a ave tinha dificuldade para andar e mancava feio, decidiu nos ligar ”, contou Alyssa Barry, que é fundadora do abrigo de animais, ao site “The Dodo”.

O santuário acolheu Keeper e descobriu que ele tinha pés de pombo, uma deficiência que pode ter levado ao seu abandono. Enquanto trabalhavam para instalar Keeper com os outros patos no abrigo, os tratadores rapidamente perceberam que ele tinha outro problema que o afetou muito.

“Percebemos imediatamente que ele tinha problemas para nadar”, disse Barry. “Quando suas penas ficaram molhadas, a água não gotejou dele como deveria, mas em vez disso, a água o encharcou e ele ficou encharcado. Então, sua capacidade de flutuar e ficar acima da água tornou-se difícil para ele, e então, quando remava com os pés, eles batiam um no outro e a ave imediatamente começava a mostrar sinais de estresse. Então nós a puxávamos para fora da água, e rapidamente ele aprendeu que não seria capaz de usar nossa grande piscina.”

Nada como curtir uma piscininha, com uns bons drinks!
Foto: Reprodução/Instagram

Boia para o pato

Depois de um pouco de pesquisa, Barry percebeu que Keeper nasceu sem uma glândula uropigiana (preen), que produz óleos que tornam os patos impermeáveis. A ausência da glândula significava que Keeper não seria capaz de nadar e ficar na água com os outros patos, pois poderia acabar se afogando.

“É claro que no abrigo ele tem uma piscina infantil na qual pode entrar a qualquer hora e ficar em pé, mas os patos gostam de ficar com seu grupo, família, então todos os dias eu observava sua família subir na piscina e ele ficava sentado na base da rampa sozinho até que voltassem ”, disse Barry. “Fiquei triste ao vê-lo sentar-se sozinho na parte inferior da rampa enquanto sua família brincava na piscina o dia todo”, lembra. 

Barry queria encontrar uma maneira de permitir que Keeper ficasse em segurança perto de sua família de patos o dia todo, mas não sabia como fazer isso. Até que um dia, ela estava caminhando pelo supermercado e avistou uma boia gigante em forma de… pato!

Barry não tinha ideia se a boia daria certo ou não, mas ela decidiu que valia a pena tentar. Após algumas tentativas, o patinho se tornou um profissional. 

“Ele aprendeu muito rapidamente que poderia se equilibrar perfeitamente bem na boia”, disse Barry. “Levou apenas alguns minutos para perceber que agora estava na piscina com sua família e estava perfeitamente contente e sentado ali o dia todo. Simplesmente ficar na boia se tornou uma coisa cotidiana e ele adorava. Acho que ele finalmente sentiu que poderia fazer parte de sua família de patos novamente”, conclui.

Confira abaixo o vídeo de Keeper curtindo a piscina em sua boia:

Vídeo: Reprodução do Instagram

Você pode seguir o Alyssa’s Animal Sanctuary no Instagram: @alyssasanimalsanctuary

Fonte: The Dodo