Anuncie

(21) 98462-3212

Há tantas cigarras perto de Baltimore, nos EUA, que os insetos aparecem no radar meteorológico; fenômeno ocorre a cada 17 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Neste momento, os Estados Unidos estão sendo invadidos por cigarras. Fotos: Reprodução/NBC

Caso você ainda não tenha ouvido falar, há muitos estados dos EUA neste momento que estão sendo invadidos. Não, o país não está sendo atacado por uma potência estrangeira e, na verdade, os invasores vivem sob os próprios pés dos americanos há quase duas décadas. Trata-se do surgimento das cigarras periódicas que ocorreu nos últimos dois meses, principalmente ao longo da costa leste dos Estados Unidos. É um evento que levou 17 anos para acontecer, mas a menos que você realmente viva em uma dessas áreas, pode ser difícil ter uma noção de quantas dessas criaturas existem.

As estimativas do número de cigarras nesta ninhada – chamada de “ninhada x” – variam um pouco, mas todos concordam que há “trilhões” de insetos barulhentos emergindo do solo. Agora, em uma observação que é hilária e um tanto perturbadora, um meteorologista de uma estação local da rede de TV “NBC” deu uma olhada no radar meteorológico perto de Baltimore, Maryland, e é realmente impressionante.

Lauryn Ricketts, meteorologista da NBC e WTOP em Washington, DC, tuitou esta imagem abaixo do radar meteorológico nesta semana. Em qualquer outro ano, o que você pode ver na imagem provavelmente indicaria um dia nublado com alguma chuva na área. A mancha verde em negrito fica mais escura no centro, indicando chuva mais forte, e a própria “tempestade” cobre vários condados. Só que não está chovendo nada nesta área…

A “tempestade” que o radar está captando simplesmente não existe. “Isso não é chuva”, diz Ricketts, também descartando a possibilidade de que seja “desordem do solo” ou destroços ao redor da localização do radar. “O algoritmo de classificação do hidrômetro identifica isso como de natureza biológica… então, provavelmente, cigarras sendo captadas pelo feixe de radar.”

Imagine quantos insetos seriam necessários para um sistema de radar detectá-lo como uma forte chuva torrencial? Estamos falando de um grande número de criaturas aladas cruzando os céus após emergir das casas subterrâneas que habitaram nos últimos 17 anos.

Existem muitas espécies diferentes de cigarras. Algumas aparecem todos os anos, enquanto outras, conhecidas como cigarras periódicas, aparecem em intervalos regulares que se estendem por vários anos. A ninhada X está em um ciclo de 17 anos e, agora que emergiram do solo, têm pouco tempo precioso para encontrar parceiros, reproduzir e garantir que o ciclo continue. Os insetos barulhentos podem ser um pouco incômodos, especialmente se você mora em uma área onde surgem em grande número, mas pode se consolar com o fato de que só precisa lidar com eles uma vez a cada 17 anos.

Fonte: Mike Wehner/BGR,com