Anuncie

(21) 98462-3212

Cães respiram ofegantes, mas quando se intensifica demais, indica problemas

Quando a temperatura corporal do cão aumenta, a sua taxa de respiração acelera. Foto: Pixabay

O arfar pontual e moderado em um cão é algo natural, pois trata-se do principal mecanismo que o animal tem para regular sua temperatura corporal. Se você já se perguntou por que os cachorros respiram de modo ofegante, a resposta deve ser encontrada em seu próprio corpo: o número de glândulas sudoríparas é mínimo (elas estão presentes apenas entre as almofadas das patas e em áreas de pelo ralo). Assim, quando a temperatura corporal de um cão aumenta, a taxa de sua respiração acelera para se resfriar.

No entanto, quando a respiração ofegante se intensifica e perdura com o tempo, pode ser o sintoma de insolação que coloca em perigo a vida do animal. Além disso, existem outras causas pelas quais um cão coloca a língua para fora por mais tempo do que o normal. Vamos a alguns possíveis motivos:

Temperaturas altas
Em pleno verão, quando os termômetros ultrapassam os 35º C, é normal que seu cão ofegue. Como já dissemos, ele tenta ‘esfriar’ e diminuir sua temperatura interna. Cães braquicefálicos – que têm focinhos curtos –, como é o caso do buldogue francês, shih tzu, pug e lhasa apso, são os que mais estão sujeitos às dificuldades respiratórias, que se agravam no calor.

Nesses casos, é importante manter os animais fresquinhos, bem hidratados e tosados. Diminua o ritmo dos passeios em dias mais quentes e ande com o pet à sombra. Priorize os horários em que as temperaturas estão mais amenas, antes das 9h e depois das 18h. É importante monitorar se o ritmo da respiração ofegante não diminui, mesmo que o animal esteja na sombra e tenha água fresca ao alcance, porque existe o risco de insolação, especialmente se o seu cachorro estiver deitado, sonolento e rejeitando água.

Se os sintomas acima ocorrerem, seu pet precisa de atenção veterinária. Dessa forma, o profissional poderá dizer exatamente por que seu cão está ofegante. É importante lembrar que, no inverno, um cão também pode arfar muito em um espaço interno mal ventilado e com alto aquecimento.

Quando o calor é excessivo, um cão pode ficar desidratado. Fique atento. Troque a água do bebedouro várias vezes ao dia e certifique-se de que a vasilha não fique exposta ao sol. Uma dica é acrescentar pedrinhas de gelo no bebedouro.

Febre
Se o cão está ofegante e tremendo, o motivo pode ser que ele esteja passando por algum tipo de doença infecciosa que provoca aumento da temperatura corporal, ou seja, está com febre. Portanto, ele apresenta um quadro de respiração ofegante e tremores anormais. Nesse caso, você não deve esperar muito para ir ao veterinário.

Diferentemente de nós, humanos, a temperatura corporal de um cachorro saudável varia entre 37,5° C e 39,3° C. Portanto, pode ser considerado estado febril sempre que a temperatura do animal estiver acima desse grau.

Envenenamento
Quando um tutor vai ao veterinário dizendo “meu cachorro está arfando muito e vomitando”, o envenenamento será uma das prováveis ​​causas a ser investigada pelo profissional. A reação à ingestão de substâncias tóxicas ou alimentos estragados pode se manifestar na forma de respiração ofegante excessiva, mal-estar geral, prostração, excesso de salivação e, em muitos casos, diarreia.

Uma dica é dar uma cápsula ou um comprimido de carvão vegetal (vendido nas farmácias), que diminui os efeitos do veneno. Procure descobrir o agente causador do envenenamento ou intoxicação e leve-o, junto com o animal, ao veterinário imediatamente. A ação do veneno varia de acordo com a substância e quantidade ingeridas.

É importante lembrar que os cães devem ser impedidos de levar à boca qualquer coisa que encontrar na rua durante uma caminhada, pois pode ser perigoso – e até fatal. Produtos de limpeza, medicamentos e solventes também podem intoxicar, portanto, também devem ser mantidos longe do alcance dos animais.

Raças braquicefálicas, como pug, são as mais sujeitas às dificuldades respiratórias. Foto: Pixabay

Doenças respiratórias
As doenças pulmonares são outra possível causa a ser destacada, principalmente em cães idosos. Às vezes, quando um cachorro respira como se roncasse, ele pode estar sofrendo de algum tipo de patologia que influencia o estado do seu trato respiratório, como um resfriado, uma alergia ou uma pneumonia.

Os check-ups veterinários periódicos, tanto quando são cachorros como quando começam a envelhecer, são essenciais para prevenir e tratar as doenças respiratórias nos pets.

Medo e ansiedade
O medo ou o estresse são uma das causas mais comuns de um cão ofegar muito. Uma viagem de carro, uma visita ao veterinário, uma tempestade, fogos de artifício, um encontro com outro cão dominante ou um gato são apenas alguns exemplos de situações estressantes. Motivos esses que podem causar ansiedade em seu animal de estimação e alterar sua respiração normal.

Como solução, você só pode tirar o animal da situação estressante e tentar acalmá-lo. É época de festejos e queima de fogos de artifício, por exemplo? Leve o animal para um cômodo mais reservado da casa e procure acalmá-lo até cessarem as explosões. Faça o mesmo em casos de chuvas fortes, com raios e trovões. Paciência e carinho são as melhores formas de lidar com seu pet nesses casos.

Sobrepeso e obesidade
Principalmente em animais mais velhos, é muito importante monitorar o peso do pet para manter sua saúde em dia. Além disso, quilos em excesso podem causar dificuldades respiratórias que provocam respiração ofegante incomum. O animal tem que trabalhar mais do que o normal para andar ou se exercitar. O excesso de gordura corporal também pode exercer pressão sobre os pulmões e o coração, impedindo-os de funcionar normalmente.

Com uma dieta balanceada e exercícios, você pode ajudar seu amigo de quatro patas a perder alguns quilos. Dessa forma, você vai fazer com que ele ganhe em saúde e evitar que ele ofegue muito.

Excesso de atividade física
O exercício aumenta a temperatura corporal, tanto nas pessoas quanto nos animais. Embora seu cão adore brincar, pular ou correr, a atividade física muito intensa pode ser prejudicial a ele, especialmente se você fizer isso quando o calor estiver nas alturas.

Se o seu cão está arfando muito, procurando a sombra e não quer ir atrás da bola que você joga para ele pegar, é hora de parar de brincar ou se exercitar. Não force!

Como acalmar a respiração ofegante de um cachorro
Se a respiração ofegante persistir em seu cão e for acompanhada por outros sintomas, como vômitos, sonolência ou tremores, não hesite em ir ao veterinário. Se, por outro lado, a situação não for grave, existem algumas medidas para acalmar um cão e fazer com que ele se refresque:

-Não leve seu animal para passear no meio do dia, quando está mais quente.
-Nunca deixe seu cachorro no carro com as janelas fechadas, muito menos ao sol (o automóvel vai virar um forno e pode ser fatal).
-Certifique-se de que seu cão sempre tenha água fresca ao alcance. A hidratação é essencial para evitar que um animal ofegue fortemente com o risco de insolação.
-Verifique também se o seu cão está sempre à sombra (tenha cuidado para não o deixar amarrado ao sol!).
-Se a respiração do seu animal de estimação está acelerada devido a medo ou estresse, acalme-o falando devagar, com amor e acaricie suavemente sua cabeça. Seus gestos e suas palavras lentas são o melhor remédio.

*

*

*

***

QUE TAL FAZER UM CURSO ONLINE HOJE E COMEÇAR SEU PRÓPRIO NEGÓCIO NO NICHO PET?

Curso online de Dog Walker. Tenha uma renda passeando com cães. CLIQUE AQUI

Curso “Be-Á-Bá do Banho e Tosa”, um treinamento completo para você iniciar seu negócio em casa e lucrar. O curso tem diversos módulos, entre eles, equipamentos, banho, secagem, tosa higiênica e etc. CLIQUE AQUI

Aquira já o “Curso de Auxiliar de Veterinário e Pet Shop”. Aprenda a aplicar remédios, vacinas, preparar os materiais a serem utilizados nas intervenções clínicas; como conter os animais a serem atendidos e/ou hospitalizados, entre outras funções. Em petshops, aprenda a atuar no atendimento aos clientes e recepção dos animais. CLIQUE AQUI

Aprenda os cuidados básicos com os animais de estimação. E-book Pet Sitter – Babá de Animais. CLIQUE AQUI

Confira mais opções de cursos online e E-books em nossa loja