Anuncie

(21) 98462-3212

Proporcione saúde e bem-estar para seu cachorro idoso

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Há muitas atitudes que o tutor pode tomar para o pet idoso ter mais longevidade e bem-estar. Fotos: Pixabay

Se seu cachorro tem mais de sete anos, então ele já é considerado um cão sênior. Em média, nossos amigos de quatro patas envelhecem sete vezes mais rápido que os humanos. Isso significa que, quando seu companheiro canino atinge nove anos, seus órgãos, articulações e metabolismo podem ser comparados ao de um humano de 63 anos.

Felizmente, há muitas coisas que você pode fazer para ajudar seu animal de estimação envelhecer confortavelmente e esbanjando vitalidade.

Assim como nós, à medida que os animais de estimação envelhecem, eles podem desenvolver certas condições de saúde, tais como:

  • Cardiopatia
  • Insuficiência renal
  • Cânceres
  • Doença hepática
  • Diabetes
  • Doenças suprarrenais
  • Cataratas oculares
  • Problemas de mobilidade
  • Ganho de peso
  • Problemas dentais

Veterinários recomendam que cães mais velhos sejam examinados por um médico veterinário pelo menos duas vezes por ano. Isso pode ajudar o profissional a detectar possíveis problemas de saúde nos estágios iniciais. O cão envelhece sete vezes mais rápido que os humanos, o que é uma quantidade significativa de tempo para os problemas de saúde progredirem.

Você conhece melhor o seu animal de estimação. Se notou alguma mudança em seu comportamento ou saúde, mencione isso ao veterinário, mesmo que pareça insignificante.

Sinais de alerta:

  • Sede excessiva ou urina em excesso
  • Aumento ou diminuição do apetite
  • Comportamento letárgico – relutância em se locomover
  • Relutância em pular em camas ou dentro do carro
  • Alterações na pele, como caroços ou inchaços
  • Aumento ou diminuição significativas do seu peso
  • Vômito
  • Dificuldade em acompanhar caminhadas, desaceleração
  • Rosnando quando tocado ou acariciado, comportamento mal-humorado
  • Recusa a exercícios ou tosse após caminhadas
  • Dificuldades respiratórias
  • Mudanças em seu comportamento, como latir sem razão aparente

Se você notar algum desses sinais, agende um check-up de saúde na clínica veterinária o mais rápido possível.

Além dos exames de saúde regulares, há muitas coisas que você pode fazer em casa para ajudar a garantir o conforto e o bem-estar do seu animal de estimação idoso.

Se notar mudança no comportamento do pet, mencione ao veterinário, mesmo que pareça algo insignificante

Ajustes no lar

Fazer pequenos ajustes no ambiente doméstico do seu pet pode ajudá-lo à medida que ele começa a mostrar sinais de envelhecimento. Coisas a considerar quando se vive com um animal de estimação sênior podem incluir:

  • Proporcionar fácil acesso a comida e água levantando a tigela (há modelos de vasilhas mais altas ou com suporte)
  • Manter o animal fresco no verão e bem aquecido no inverno
  • Caminha confortável para ele descansar e dormir
  • Monitorar periodicamente sua saúde visitando o veterinário assim que você notar qualquer mudança em seu comportamento
  • Caminhadas mais curtas – mais frequentemente

Nutrição adequada

Assim como damos atenção especial às necessidades nutricionais de filhotes e gatinhos, os cães e gatos na terceira idade exigem uma alimentação sênior completa e equilibrada. O ideal é que seja de qualidade premium para atender às necessidades nutricionais à medida que envelhecem. Uma vez que nossos animais de estimação comemoram seu sétimo aniversário, recomenda-se que eles sejam transicionados para uma ração premium sênior.

Esses alimentos especiais atendem às suas necessidades nutricionais mutáveis, proporcionando maior longevidade e bem-estar. Muitas rações seniores têm ingredientes para beneficiar a saúde e mobilidade articular. Assim menor quantidade de sódio para não prejudicar a saúde renal e mais ômega 3 na formulação para garantir uma pele saudável. Converse com seu veterinário sobre como escolher a dieta certa para o seu animal de estimação idoso.

Faça adaptações simples em casa, como colocar as vasilhas de alimento e água em locais mais altos

Cuidados com os dentes

Uma das maneiras mais fáceis de cuidar dos dentes do seu cão idoso é fornecer uma dieta variada que promova a mastigação e a abrasão suave na dentição. Existem alimentos secos disponíveis que são especialmente formulados para higiene bucal. Claro, o melhor a fazer para garantir que os dentes do seu peludo estejam limpos são escovações diárias e check-ups regulares de saúde. Se você já teve uma dor de dente, então entende como um dente dolorido pode ser uma “sofrência” daquelas! Se o seu cão evita comer ração ou ele espalha o alimento para fora da vasilha, relutando em engolir os grãos, ele podem ter dor dentária. Converse com seu veterinário a respeito.

Exames de saúde frequentes

Levar seu cachorro ao veterinário para check-ups regulares ajudará a detectar problemas mais cedo, resultando em um amigo canino mais feliz e saudável.

Algumas das áreas que serão monitoradas no exame do seu cão sênior:

  • Articulações e artrite
  • Olhos e ouvidos
  • Dentes e gengivas
  • Pele – será verificado se há nódulos ou inchaços
  • Urina e fezes
  • Saúde cardíaca e pressão arterial
  • Peso e condição corporal

Por MB com Greencrossvet

*

*

*

***

QUE TAL FAZER UM CURSO ONLINE HOJE?

Curso online Expert em Alimentação Natural Para Cães. CLIQUE AQUI

E-book Biscoitos Naturais Para Cães. CLIQUE AQUI

E-book Dog Cookies. CLIQUE AQUI

E-book Adestramento Fácil Para Cães. CLIQUE AQUI

Veja em nossa loja as melhores ofertas de produtos para o seu pet! CLIQUE AQUI