Anuncie

(21) 98462-3212

Blue Tongue, o lagarto de língua azul que tem apetite voraz por lesmas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Dentre as espécies de lagartos existentes, o Blue Tonge é um dos mais populares como pet. Foto: Reprodução

O Blue Tongue (Tiliqua scincoides), lagarto de língua azul, atinge 40 centímetro de comprimento, em média. É um réptil robusto e de fácil manuseio. Quando irritado, ele solta o ar pelas narinas, com um chiado. Sua mordida não dói nem dá problemas.

De hábitos noturnos, torna-se ativo de dia se alimentando de manhã – ele tem um apetite voraz por lesmas e caracóis, o que faz dele o animal de estimação favorito entre os jardineiros da Austrália, seu local de origem. Gosta de locais escuros como o oco de troncos e debaixo das rochas. Aprecia tomar banho, às vezes, e precisa de temperatura superior a 18°C.

Dentre as espécies de lagartos existentes, o Blue Tonge é um dos mais populares como pet.

Ficha técnica:

Nome científico: Tiliqua scincoides.

Origem: Austrália.

Espécie é dócil e de fácil manuseio. Foto: Reprodução

Características: Este lagarto corresponde a um total de cerca de nove espécies pertencentes ao gênero taxonômico TilinquaI. Todos os lagartos deste gênero podem ser encontrados na Austrália e muitas espécies são, inclusive, criadas em cativeiro e vendidas como animais domésticos. Sua ‘pele’ é muito rígida e praticamente impenetrável (ou blindada). A língua azul é bastante carnuda e, com isso, é capaz de sentir gostos no ar e também assustar predadores. Tanto a língua como a camuflagem podem tornar-se métodos de defesa, sendo a mordida sua última estratégia (embora tenha dentes que não são capazes de romper a pele). Em casos raros, pode recorrer ao desmembramento da cauda como estratégia de defesa. Neste caso, a cauda é desprendida após o lagarto agarrar-se ao predador.

Tamanho: Mede entre 35 até 60 centímetros de comprimento e pode pesar até 1 kg.

Coloração: Possui cor creme no dorso, e presença de faixas de cor marrom. A cor da língua oscila entre azul-violeta e azul-cobalto.

Alimentação: Onívoro. Na dieta, estão inclusos uma grande variedade de flores silvestres, frutas nativas, insetos, caracóis, lesmas, pequenos vertebrados (como ratos ou roedores menores) e até mesmo carniça.

Reprodução: Cada ninhada da espécie dá origem a cinco filhotes, os quais, curiosamente, consomem a membrana placentária após o nascimento. Estes filhotes possuem faixas nas cores amarelo e marrom tanto no corpo quanto na cauda.

Expectativa de vida: entre 20 até 30 anos.