Anuncie

(21) 98462-3212

Evite a infestação de piolhos nas aves

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Quando o pássaro se coça demais, pode ser infestação de piolhos. Foto: Pixabay

As aves estão sempre se arrumando, remexendo as penas com os bicos e as patas. Dessa forma, elas ajudam a retirar as penas mortas ou defeituosas e melhoram a sua aparência estética. Isso é saudável e faz parte de seus hábitos. Mas, quando o pássaro se coça em demasia, levando a áreas onde ocorre a ausência de penas ou sangramento, é preciso atenção: pode ser uma infestação de piolhos.

“Quando esses parasitas infestam os pássaros em cativeiro, eles também podem ser transmitidos ao homem. Porém, eles não transmitem doenças perigosas para os humanos, mas infestações graves podem ser fatais para aves de criatório”, destaca o biólogo Maurício Terra Júnior.

Entre os sintomas da infestação por piolhos estão problemas respiratórios, perda de apetite, irritabilidade, agitação, lesões pelo corpo, fraqueza, prurido e anemia ou ganho de peso, entre outros.

“A ave fica muito incomodada e estressada, para de cantar e chega ao ponto de seu automutilar. Para evitar esses parasitas, é fundamental manter a higiene das gaiolas e viveiros sob controle. O acúmulo de sujeira e fezes deixa o ambiente propício para a proliferação desses parasitas. E rapidamente as aves podem se infestar, se tiverem contato com outras já doentes”, observa o biólogo.

O profissional ainda destaca que é muito comum acontecer de aves como pombos e rolinhas, que vivem soltas na natureza, irem até as gaiolas e viveiros em busca de comida. “E assim, esses pássaros podem acabar infectando as aves que estão em cativeiro”, diz. “Também é muito importante, ao adquirir um nova ave, deixá-la em quarentena para observar se ela está com sinais de doença ou comportamento estranho. Assim evita-se uma possível contaminação em todo o plantel.”

Ciclo de vida

Os ovos dos piolhos das aves são colocados na haste das penas das aves e eclodem após alguns dias. Os piolhos das aves jovens passam por vários estágios antes de se tornarem adultos maduros. Os parasitas não sobrevivem longe de seus hospedeiros por mais do que alguns dias.

Para saber se a ave está infestada por piolhos, o tutor deve levá-la ao veterinário para que um exame determine a causa da coceira intensa. Além do piolho, há outros parasitas que podem provocar os mesmos sintomas. Se o problema for detectado, o tratamento deverá ser iniciado imediatamente.

***

QUE TAL FAZER UM CURSO ONLINE HOJE?

Se você é apaixonado por aves, aprenda a maneira correta de manejo. Aquira já o “Guia Definitivo de Criação de Calopsitas” e consiga criar sua Calopsita de maneira surpreendente, tornando-se um especialista na criação e reprodução dessa ave. CLIQUE AQUI

Aquire já o “Curso de voo livre da AVOA”. Curso online de voo livre com psitacídeos. O objetivo é obter conhecimento sobre treinamento de comportamento de forma profunda, focando no passo a passo do treinamento para voo livre com psitaciformes. CLIQUE AQUI