Anuncie

(21) 98462-3212

Como tratar e prevenir a gripe canina

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Evite expor o animal às mudanças bruscas de temperatura. Foto: Pixabay

Assim como os seres humanos, os cães também ficam mais suscetíveis a contrair uma gripe durante os meses de inverno. A gripe canina, ou tosse dos cães, é uma doença altamente contagiosa causada por três agentes infecciosos: uma bactéria de nome Bordetella bronchiseptica e dois vírus, parainfluenza e adenovírus. A prevenção pode ser feita por vacinas específicas para a doença, que criam uma barreira protetora no sistema respiratório do animal, impedindo a entrada de agentes causadores.

O principal sintoma da tosse canina é a tosse seca, forte e persistente. O quadro da doença, porém, pode se agravar. Nesse caso, os animais também apresentam apatia, febre, falta de apetite e dificuldade respiratória. Locais com aglomeração de animais, como parques, exposições, canis e pet shops, são ambientes bastante propícios para a disseminação da doença.

“A doença é transmitida por meio do contato direto com o animal infectado. Por isso, um simples passeio no parque pode ser uma situação de risco para o animal. Por isso, um simples passeio no parque pode ser um risco para o animal”, detalha o veterinário Ricardo Lucas.

Os animais que apresentam os sintomas ligados à enfermidade devem ser levados ao médico veterinário , para avaliação de suas condições e prescrição do tratamento adequado. É importante salientar, no entanto, que nem sempre a tosse seca é sinal de gripe canina. Muitas vezes, esse sintoma também ocorre em animais cardiopatas, principalmente nos cães idosos. Por isso, sempre é importante levar o animal ao seu veterinário de confiança, que é o mais capacitado para diagnosticar corretamente.

A probabilidade de contrair a doença é maior em locais com aglomeração de animais. Foto: Pixabay

COMO EVITAR A GRIPE

  • O ambiente onde o animal vive deve ser mantido sempre limpo.
  • Evite a exposição do animal às mudanças bruscas de temperatura.
  • Convém, por precaução, evitar lugares com grande concentração de animais, onde a probabilidade de transmissão da doença é muito maior, como parques, jardins, canis, lojas de animais e etc.

VACINAÇÃO ESPECÍFICA

O ideal é proteger precocemente o animal da gripe canina com vacinas específicas. Há no mercado vacinas intranasais ou injetáveis. “No caso da intranasal, o animal deve ser vacinado a partir dos dois meses de idade e fica protegido quatro dias após a imunização, sem necessidade de reforço”, explica Ricardo Lucas. “Já a injetável pode ser aplicada em animais a partir de oito semanas de vida”, completa o veterinário.

O esquema preventivo inclui duas doses na primeira vacinação, com um intervalo de duas a quatro semanas. É necessária a revacinação anual do animal em dose única.

*

*

*

***

QUE TAL FAZER UM CURSO ONLINE HOJE?

Curso online Expert em Alimentação Natural Para Cães. CLIQUE AQUI

E-book Biscoitos Naturais Para Cães. CLIQUE AQUI

E-book Dog Cookies. CLIQUE AQUI

E-book Adestramento Fácil Para Cães. CLIQUE AQUI

Veja em nossa loja as melhores ofertas de produtos para o seu pet! CLIQUE AQUI