Anuncie

(21) 98462-3212

Saiba por que gatos adoram água na torneira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Gatos gostam de beber água na torneira para não deixar vestígios de sua presença.
Foto: Pinterest

O hábito de os gatos beberem água só em torneiras, bicas, filtros, entre outras fontes de água corrente é uma questão de instinto. Há teorias que explicam o fato de os felinos procurarem córregos ou regatos para matar a sede: não afugentar suas presas, evitando deixar no local seu cheiro e não evidenciar sua presença. O mesmo ocorreria com os resíduos de suas necessidades.

“Os gatos também preferem urinar ou defecar em água corrente, como em ralos, por exemplo. Mesmo sendo animais domésticos, na natureza, ao fazerem suas necessidades na água, fazem com que o cheiro dos resíduos vá para longe”, explica o veterinário Jayme Sandall.

Há ainda outras explicações teóricas por essa curiosa predileção: a água corrente é mais limpa e o risco de contrair doenças é menor. “Isso é fruto de seleção natural. Os felinos que preferiam água corrente sobreviveram às doenças, enquanto os que bebiam a água parada foram morrendo ao longo da evolução das espécies”, destaca o veterinário.

Mas apesar de este ser um hábito comum entre os felinos, os especialistas advertem quanto aos riscos à saúde. “A água da torneira não é apropriada, já que pode transmitir a giárdia, um tipo de protozoário que causa a giardíase (zoonose que acomete animais e seres humanos). A giardíase ocorre quando há a ingestão de cistos desse protozoário, que pode ser identificado nos exames de fezes tradicionais”, diz a veterinária Letícia Coimbra. “O tutor também deve estar atento para evitar que o bichano beba resíduos de sujeira junto ao ralo da pia ou ferrugem, acumuladas no restinho de água”, orienta.

Água limpa e fresca na vasilha

Para o veterinário Jayme Sandall, os riscos de os felinos contraírem giárdia em águas provenientes de fontes tratadas, como em residências, é menor. Entretanto, ele adverte que para evitar a contaminação, desperdício e dependência do animal quanto ao ato de o tutor abrir a torneira, o melhor é habituá-lo a se saciar no pote: “Os gatos domésticos não precisam beber água corrente. Já os de rua sempre estarão correndo maiores riscos saciando a sede em águas paradas.”

Caso o tutor não queira estimular esse comportamento, deve começar colocando a água limpa e fresca na vasilha na frente do animal quando ele estiver com sede. Outra dica é deixar o potinho com água longe da caixinha de areia higiênica, pois os gatos detestam comer ou beber no mesmo local onde fazem suas necessidades.