Anuncie

(21) 98462-3212

Manchas ao redor dos olhos e o que indicam

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Manchas de tons marrons, por vezes avermelhados, que aparecem ao redor dos olhos dos cães e gatos, são conhecidas como lágrimas ácidas ou epífora e podem ter, entre as causas, a produção aumentada ou a drenagem inadequada da lágrima nos pets e inflamações, entre outras. Com o problema na via lacrimal, o seu pet acaba drenando a lágrima pela região externa dos olhos, igual quando nós choramos. Com isso, a área ao redor dos olhos fica sempre úmida, e, em decorrência de uma oxidação, a região fica manchada, semelhante a olheiras.

“Um canal lacrimal anormal ou obstruído não funcionará corretamente, permitindo que os olhos transbordem e causem manchas”, destaca o veterinário Ernani de Castilho.

Essa umidade em excesso pode favorecer ainda a proliferação de bactérias, causando problemas tanto de pele quanto para os olhos do animal. Ele pode passar a coçar os olhos e a exalar um mau cheiro perto do focinho.

Essa condição pode ocorrer com várias raças de cães e gatos, em qualquer idade, mas é mais frequente em poodle, maltes, bichon frisé, spitz, lulu da pomerânia, chiuhuahua e persa, no caso dos felinos, sendo mais observada em pets de pelagem clara. E também costuma acometer animais braquicefálicos, que são os que têm focinho achatado no geral, como pug, buldogue, pequinês e shih-tzu, devido a predisposição pela anatomia ocular. “Embora as manchas de lágrima em cães brancos (e cães de cor clara) possam ser mais óbvias, elas podem ocorrer em qualquer cão, independentemente da raça ou cor”, comenta o veterinário.

Portanto, fique sempre atento aos olhos do seu cachorro ou gato. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a secreção ocular em animais não é uma demonstração de emoções. Uma das funções da lágrima é umidificar e livrar os olhos de sujeira, protegendo-os contra corpos estranhos, como pelos e cistos, e infecções. Observe se o pelo da face do seu cachorro ou gato está úmido ou se a pelagem adquiriu uma coloração escura.

Manchas escuras podem indicar uma infecção por fungos. Foto: Reprodução

“Se as manchas forem acastanhadas ou cor de ferrugem, podem indicar uma infecção atual por fungos ou fungos na pele, sob os olhos, que pode se desenvolver por causa da umidade constante das lágrimas que se acumulam na pele”, destaca Ernani.

Se você perceber que seu pet está com essas manchas, consulte um veterinário. Será preciso identificar a causa do lacrimejamento contínuo para, então, poder solucioná-lo. O animal deve ser submetido a exames oftalmológicos para verificar o tamanho e a posição dos pontos lacrimais, o funcionamento e possíveis alterações anatômicas.

Como tratar

O tratamento da epífora depende do resultado desses exames e do diagnóstico da causa. Ele pode ser feito com o uso de antibióticos, produtos de uso tópico, mudança de dieta, desobstrução do canal lacrimal ou até mesmo procedimento cirúrgico. 

Limpe frequentemente a região dos olhos do seu cão.
Foto: Reprodução

Algumas das causas do problema podem ser resolvidas com a retirada dos pelos em volta dos olhos. Quando o problema é apenas anatômico, não há muito a ser feito, além da limpeza diária dos olhos e da pelagem amarronzada, com a retirada de crostas que podem se formar no local.

“Por vezes, devido a cílios encravados ou anormais, os cães podem esfregar a superfície do olho e causar irritação excessiva e lacrimejamento”, diz o veterinário.

Manter a região dos olhos sempre limpa é uma maneira de evitar que a secreção manche o pelo do animal. Passe uma gaze limpa ou algodão com soro fisiológico no local da mancha, duas vezes ao dia, e depois use outra gaze ou algodão para manter a região bem seca.

Existem algumas rações que podem reduzir o pH das lágrimas do animal e evitar que elas manchem o pelo, no entanto, o recomendável é conversar com o veterinário para fazer as devidas alterações na alimentação do seu pet.

Também há produtos específicos que podem minimizar o escurecimento dos pelos.