Anuncie

(21) 98462-3212

Hong Kong vai abater quase dois mil hamsters com covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Roedores testaram positivo para covid-19. Foto: Pixabay

Aproximadamente dois mil hamsters serão abatidos após vários desses pequenos roedores terem tido resultados positivos à covid-19, anunciaram as autoridades de Hong Kong. O contágio ocorreu em uma loja de animais na qual trabalhava um funcionário infectado com o novo coronavírus.

Segundo informações de agências, o surto de casos da variante Delta em humanos com contatos com o trabalhador da loja motivou os testes em centenas de animais. Onze hamsters estão infectados.

A venda e importação desses roedores serão suspensas na cidade. No entanto, as autoridades locais reconheceram que não há provas de que os hamsters possam transmitir o coronavírus SARS-CoV-2 aos humanos. A decisão foi tomada como medida de precaução e em cumprimento da abordagem de tolerância zero da China.

“Os tutores de animais de estimação devem manter uma boa prática de higiene, incluindo lavar as mãos depois de tocar nos animais, manusear a comida ou outros artigos, e evitar beijar os animais”, destacou Leung Siu-fai Leung, diretor do Departamento de Agricultura, Pescas e Conservação.

Foram recolhidas centenas de amostras de animais da loja em questão, incluindo coelhos e chinchilas. Mas, até agora, só os hamsters tiveram resultados positivos.

Após três meses sem transmissão local, Hong Kong contabiliza dezenas de novos casos em humanos este ano, desencadeando novas restrições aos voos e à vida social.

Fonte: P3 e Agências de notícias