Anuncie

(21) 98462-3212

Onda de calor cozinha moluscos vivos em praia no Canadá

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
As temperaturas, que chegaram aos 49 graus, cozinharam milhões de animais marinhos no Canadá.
Foto: Reprodução

A onda de calor que atingiu o Canadá no final do mês de junho teve mais sequelas além daquelas já conhecidas. As temperaturas, que chegaram aos 49 graus, cozinharam milhões de animais marinhos.

Estrelas do mar, ostras e mexilhões não resistiram ao calor e, em Denman, uma ilha canadense, os populares afirmam que chegaram a tirar mexilhões completamente cozidos pela água quente, algo nunca inimaginável. Mas os danos provocados pelo calor não ficaram por aí e também afetou a flora marinha. Quando a maré esvaziava, as algas ficavam expostas ao sol sem qualquer proteção, sendo que muitas daquelas plantas aquáticas acabaram queimadas.

Esse calor inédito e recordista no país está prejudicando o comércio local, especialmente o da comercialização de marisco, que, naquela ilha, é o principal meio de renda.

O mesmo aconteceu em uma praia em Vancouver, onde milhares de mexilhões, estrelas-do-mar e outros mariscos também acabaram cozidos vivos.

Pesquisadores da Universidade de British Columbia estimam que pelo menos 1 bilhão de criaturas marinhas morreram com o calor extremo. Os animais apodreceram e deixaram um cheiro desagradável na costa do Canadá.

No último domingo, uma nova onda de calor chegou ao país. O governo fechou estradas e limitou o tráfego rodoviário para controlar incêndios florestais.